Skip to content

Dogo argentino: Conheça suas características físicas, cuidados essenciais e dicas de alimentação!

maio 20, 2019

Assim como seu nome sugere, essa raça tem origem na Argentina. Eles possuem uma nítida “cara de mal”, mas na verdade são muito amigáveis. Possuem uma força física e olfato notáveis e, por isso, são muito utilizados pela polícia e pela alfândega argentina.

Essa raça foi criada por dois argentinos em 1920 vindos da miscigenação das muitas raças. Foram 25 anos de testes até chegar no Dogo Argentino. Se você está à procura de cão de guarda que ao mesmo tempo é amigável e amoroso, esse cãozinho pode ser perfeito pra você!

Veja a seguir mais características dessa raça imponente.

Características físicas dos dogos argentinos

dogos argentinos características

Os dogos argentinos são cachorros de médio a grande porte. Possuem um corpo musculado, grande resistência física e olfato muito apurado.

Foi criado para caça de animais de grande porte como javalis e pumas. Dessa forma, ele é muito eficiente na tarefa de proteger o lar!

A altura dos dogos estão entre 60cm a 65cm, e seu peso está entre 40kg a 54kg, para um cão adulto. Eles vivem por no mínimo 10 anos, e no máximo 12.Possuem dentes fortes e mandíbulas bem desenvolvidas. Os olhos são amendoados, narinas bem abertas e orelhas de tamanho médio, e caídas sobre a face.

É comum que se cortem as orelhas dos dogos, de modo que ela fique afinada para cima. Nós não recomendamos essa prática. Além de ser doloroso para o cão, modifica a natureza das orelhas.

Seu pelo é liso e curto, e a pelagem mais encontra é de cor branca. Alguns animais apresentam também manchas pretas ou de cor escura ao redor dos olhos.

Como se caracteriza o temperamento da raça?

Gentis, alegres, amigável, amorosos e fiéis. Essas são as principais características do temperamento do dogo argentino. Ao contrário do que aparentam, não são agressivos com os familiares.

Também são leais e gostam de estar sempre perto da família. Essa raça não é resistente com adestramento. Mas esse processo deve ser paciente e amoroso, respeitando o tempo do animal. São ótimos protetores quando adestrados a cumprir essa função.

São desconfiados com estranhos. São silenciosos e independentes, e tem boa interação com crianças. Porém é importante não deixá-los sozinhos com crianças pequenas devido ao seu tamanho e força.

Como geralmente é a saúde do dogo argentino?

dois cachorros da raça deitados no campo

A saúde do dogo argentino é muito boa. É um cão forte e saudável. Entretanto, sempre existe a possibilidade de complicações. Uma pequena porcentagem de cães possui predisposição ao desenvolvimento de doenças em certas partes do corpo. Veja a seguir.

  • Quadril: Problemas na articulação do quadril como displasia coxofemoral. Essa condição é comum em raças que são originadas pelo cruzamento de várias outras ralas. Fique atento a dificuldades de locomoção.
  • Orelhas: Uma pesquisa espanhola levantou que cerca de 10% a 16% dos filhotes têm predisposição à surdez. Por essa razão, reafirmamos que não indicamos nenhuma modificação estética nessa área. Essa condição não tem tratamento, mas pode ser controlada. Indicamos que o acompanhamento veterinário seja sempre constante a medida do possível durante essa fase.
  • Olhos: Glaucoma e Catarata também são possíveis nos dogos argentinos, apesar de que muito pouco provável. Alguns casos tem origem no nascimento e podem ser identificados cedo. Outros casos se desenvolvem devido à velhice.

Como deve ser a alimentação da raça dogo argentino?

Durante os primeiros anos de vida o dogo argentino deve ter uma alimentação com ração específica para filhotes, e para cachorros de médio a grande porte. É importante que a ração seja premium, pois essa tipo de alimento possui uma alta qualidade de ingredientes.

Durante a fase adulta se mantém a necessidade de uma ração premium. Porém, específica para adultos.

Fique atento a determinados ingredientes:

A proteína é muito importante para o dogo argentino. Proteínas de origem vegetal como soja, ou perna de galinha não são indicadas pois não são absorvidas pelo seu corpo!

As rações premium possuem proteínas de origem nobre, que são digeridas pelos animais. A alta absorção dos ingredientes reduz o volume e o odor das fezes.

Não recomendamos alimentação caseira. É muito difícil balancear a quantidade de nutrientes necessárias ao cão.

Cuidados essenciais com esse cão

dogo argentino branco

Os cuidados com o dogo argentino são muitos simples.

Primeiramente, precisam de carinho e de contato constante com o dono e os familiares. Não ficam satisfeitos de serem cães de guarda de depósitos. Se sentem abandonados e se tornam infelizes e indispostos.

Estimule a convivência com outros animais e outras pessoas desde cedo, para que ele aprenda a interagir sem violência. Ele é um ótimo guarda, mas precisa ser adestrado adequadamente para que não confunda seus convidados com possíveis intrusos.

Precisam de espaço para se exercitar e impedir que seus músculos, muito desenvolvidos naturalmente, se atrofiem.

Preço do filhote e onde comprar

Indicamos que você compre seu filhote em canis especializados onde você pode visitar e conhecer a origem de seu animal.

Compras pela internet nos principais sites de venda também são muito comuns, porém não são tão confiáveis como os canis. O preço do filhote varia entre R$ 1.100,00 e R$ 4.000,00.

Recomendamos sempre a  adoção, além de você ajudar um cãozinho a ter um lar, você ainda não paga nada por isso. Adotar é tudo de bom!