Skip to content

Doberman: Protetor, amoroso, cuidadoso, inteligente e muito tranquilo. Saiba se esse cachorro é tudo isso mesmo?

maio 21, 2019
doberman

Doberman é uma raça de cães bastante inteligente excelente como cão de guarda. Natural da Alemanha, o cão é um dos campeões quando falamos em inteligência e trabalho. A maioria dos cães da raça começa a mostrar sinais de compreensão de comandos simples após somente cinco repetições. Eles obedecem a primeira ordem dada pelo dono/treinador em de 95% dos casos, e, além disso, costumam obedecer a esses comandos apenas alguns segundos depois de solicitado, mesmo que o dono esteja longe fisicamente. Para ter um cachorro desses, você irá desembolsar de R$900 à R$ 7.000.

Saiba as características dessa raça

doberman

De grande porte, o cachorro da raça doberman é um elegante cão de guarda, de andadura elástica, leve, capaz de cobrir terrenos extensos. Trata-se de um exemplar canino de constituição robusta, estrutura média, forte e bem musculosa. Os olhos tem forma ovalada e tamanho médio, de coloração castanha bem escura. O dorso do doberman é curto e forte e a pelagem curta, dura, espessa, lisa e nunca aderente. As cores são o preto, o castanho-escuro ou o azul, com discretas manchas vermelho-ferrugem. A altura dos cães da raça doberman é de 68 cm para os machos e de 63 a 66 cm para as fêmeas. O peso dos machos gira em torno de 40 a 45 kg e as fêmeas entre 32 e 35 kg. No que diz respeito ao caráter, o cão é amigável e calmo. De fácil aprendizado, o doberman adora o trabalho, devendo possuir para tal, expressiva habilidade, coragem e dureza. São exigidos os valores de autoconfiança e intrepidez, como também adaptabilidade e atenção, para se encaixar no ambiente social.

História do Doberman

historia

O nome da raça vem de Louis Dobermann, um cobrador de impostos que, em 1800, começou a criar um cão de guarda alerta e simples, provavelmente cruzando o velho Pastor Alemão e o Pinscher, e cruzamentos posteriores com o Manchester Terrier preto e castanho, Greyhound e Weimaraner. A criação da raça aconteceu em um tempo impressionante e, em 1908, a raça chegou á América. Com o aumento de sua fama, muitas famílias começaram a gostar da raça como animal de estimação, o que a tornou a segunda mais popular da América em 1977.

Cuidados especiais com essa raça

cuidados especiais com o doberman

O cão da raça doberman é bastante ativo e, por isso, precisa de exercícios físicos e mentais todos os dias, ou pode se tornar frustrado e destrutivo. Sua necessidade de exercícios se satisfaz com longas corridas ou passeios de coleira, ou uma corrida mais intensa dentro de uma área segura. O doberman é um ótimo companheiro melhor e um cão de guarda mais eficiente se puder compartilhar o lar de seus donos. Por causa da pelugem curta, os cuidados com o pelo são mínimos.

Temperamento do Doberman

temperamento

 Lealdade, força física, inteligência e um instinto protetor aguçado, são características que aliadas a obediência e a facilidade de aprender novos comandos, fazem o doberman um cachorro muito agradável. Resistência  e velocidade o qualificam perfeitamente para busca e resgastes militares.

Dentro de casa, esse cachorro irá se demostrar alertar e protetor contra ameaças, porém fora de perigo o objetivo dele é brincar e gastar toda energia. O doberman não é muito sociável, por isso é importante o treinamento desde os primeiros meses de vida.

Se você está se perguntando se pela falta de sociabilidade esse cachorro vai te incomodar o dia inteiro latindo, não precisa se preocupar. O doberman reconhece o perigo real, ou seja, ele só vai latir quando se sentir ameaçado ou prever o perigo aos familiares. Esse cenário pode mudar caso o doberman estiver estressado ou com muita energia acumulada, esse comportamento é só para chamar a atenção da família.

É preciso alertar você sobre os móveis se é o seu desejo ter um dobie em casa. Energia é uma coisa que não falta, ele precisa bastante de atividade física para manter a sua saúde física e mental. Ficar com energia acumulada para esse cachorros pode causar frustração nele. Destruir roupas ou móveis pode ser uma forma dele gastar energia e de chamar à atenção dos familiares. Porém existe a possibilidade de treiná-lo para ficar sozinho, é importante ressaltar que ele pode sofrer de ansiedade pela separação.

Como cuidar da saúde do seu Dobie

saúde do doberman

Da forma geral, o doberman é uma raça bastante saudável, e não costuma apresentar problemas de saúde, porém existe alguns cuidados que você pode tomar que irão assegurar uma vida sem nenhuma doença para seu dog.

  • Coração: 

Essa taça pode apresentar cardiomiopatia dilatada. Essa doença não é específica do dobie, aliás ela é muito comum em todos os cães de médio e grande porte. Ela causa o enfraquecimento da contração do coração, reduzindo o fluxo sanguíneo no corpo do animal causando fraqueza e desmaios no próprio.

  • Quadril:

A displasia de quadril é uma doença que pode é mais comum em dobermans. Quando o animal é detectado com essa doença é necessário o tratamento imediato, porque ela pode acarretar outros problemas como a atrofia muscular e a perda de movimento das patas traseiras. A displasia causa um distúrbio na formação das articulações do quadril. É mais comum detectar em dobermans e outras raças com médio e grande porte.

É recomendando que esses animais procriem em cativeiro para ter um tratamento adequado, animais de rua com esse porte podem tê-los prematuramente e sem os cuidados a doença se espalha. Por essa doença ser hereditária e só aparecer na fase adulta é importante evitar que os animais que tenham essa doença se procriem.

  • Sangue:

A doença de von Willenbrand é um distúrbio causado pela falta de uma proteína no sangue coagulação do sangue causada pela deficiência de uma proteína que os veterinários chamam de fator von Willebrand. Isso ocorre devido à mutação do cromossomo 12 que causa a doença hemorrágica, hereditária. Os animais que tem a falta dessa proteína podem sofrer com hemorragias e sangramento.

Curiosidades sobre Dobermans

curiosidades

  • Doberman no cinema:

Em 1973, os cães da raça doberman ganharam as telas de cinema no filme The Daring dobermans (no Brasil, A Gangue dos dobermans), onde três criminosos bolam uma estratégia nova para assaltar bancos sem ter que se expor e acabam reinando uma matilha de cães da raça para executar o trabalho sujo.

  • Guerra de Okinawa:

Você pode estar se perguntando o que um cachorro teve haver com uma guerra. Pois bem, em 1945 último ano da Segunda Guerra Mundial, os dobermans eram ótimos soldados. Força, inteligência e instinto protetor eram qualidades insubstituíveis nesse período. Em um dos confrontos por território 25 cães atuaram bravamente no combate. Seu objetivo era localizar e interceptar mensageiros e sentinelas. O fato rendeu um memorial de bronze na ilha de Guam, no Oceano Pacífico.

  • World Trade Center: 

Se a questão da guerra te surpreendeu, imagina então qual o envolvimento desse cachorro no maior ataque terrorista da história. Os cachorros dessa raça tiveram uma brilhante atuação na busca por sobreviventes nos escombros das Torres Gêmeas. Posteriormente foram usado na busca por corpos e novamente forma fundamentais nas buscas.

  • O que o Senso Canino diz:

O doberman é a 63ª raça mais popular no Brasil. Os nomes de cachorro mais comuns para essa raça é: Bob para os machos e Canela para as fêmeas. Em sua média de idade a maioria dos cachorros dessa raça que vivem no Brasil tem até 1 ano.

Se você gostou de saber sobre os dobermans fala para gente aqui embaixo nos comentários! E não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.