Skip to content

Boxer: Veja como criar, quais cuidados tomar, se ele pode viver em apartamento e muito mais!

março 21, 2019
boxer

Boxer é uma raça de cachorros geralmente conhecida pelo grande porte e por se adaptar bem a lugares com muito espaço, característica de um legítimo “cão de gado”. Os cachorros dessa raça, apesar do tamanho, são muito brincalhões e ótimos para o convívio com crianças. No adestramento o Boxer irá demonstrar sinais rudimentares de compreensão após 15 a 20 repetições.

Normalmente eles respondem no primeiro comando em 50% dos casos, mas o grau de obediência final e confiabilidade irão depender da quantidade de prática e repetições durante o treinamento. Ele também poderá responder de uma forma consideravelmente mais lenta do que as raças em níveis mais elevados de inteligência. Os preços podem variar de R$ 1.600 a R$ 3.500.

Características do Boxer

boxer

O Boxer é um cão de tamanho médio e pelo raso e robusto. De estrutura curta, quadrada e ossos fortes, o boxer movimenta-se com vivacidade, força e nobreza. A cabeça é uma das mais marcantes características da raça: proporcional em relação ao tamanho do corpo, com focinho muito bem desenvolvido. Seus olhos são castanhos, e as orelhas implantadas altas, amputadas em ponta, discretamente longas.

A pelagem do Boxer é curta, reluzente, muito aderente, amarela ou tigrada. A cor da pelagem pode ser o dourado em diversas tonalidades, desde o amarelo claro ao vermelho escuro, ou o tigrado. De porte médio, o tamanho dos exemplares machos da raça Boxer fica entre 57 e 63 cm. Já as fêmeas, devem medir entre 53 e 59 cm. O peso deve estar de acordo com a altura do cachorro, ficando, em média, entre os 25 e os 30 kg.

História da criação dessa raça

história do boxer

O Boxer vem de duas raças da Europa central que não existem mais: o grande Danzinger Bullenbeisser e o pequeno Brabenter Bullenbeisser. A palavra bullenbeisser quer dizer “mordedor de touros”, e esses cães eram usados para prender grandes animais até que o caçador chegasse para matá-los. Isso exigia um cachorro grande, com mandíbulas poderosas e narinas recuadas para que o cachorro pudesse respirar enquanto mantinha as mandíbulas presas em um animal.

Qualidades parecidas eram necessárias para os cães das lutas com touros, um esporte popular em muitos países europeus. Por volta de 1830, caçadores alemães começaram a criar uma nova raça, cruzando seus bullenbaisers com cães do tipo Mastiff em função do tamanho, com terriers pela resistência e, depois, com Bulldogs. O resultado foi um cão ágil com um corpo resistente e muita força.

Em 1900, a raça tinha se tornado de uso geral, animal de estimação e até mesmo cão de exposição e, nos anos 40 , a raça chegou ao auge da popularidade se tornando a mais popular da América.

Cuidados com o Boxer ainda quando filhote

cuidados com os filhotes

Desde pequenos cachorros dessa raça tem características muito específicas, uma dela é o focinho achatado. É preciso que ele fique em um lugar com bastante espaço, ventilação e temperatura adequada para ajudar na respiração. É recomendado que você não o deixe dentro de casa, porque ele vai roncar e isso pode atrapalhar o seu sono. Em dias mais quentes não saia com ele para passear ou fazer alguma atividade física, exatamente por causa disso. Lembre que ele não é um cachorro de ambiente externo, coloque a cama dele longe do seu quarto, porém ainda dentro de casa.

O seu filhote vai ter uma energia muito grande, portanto se atente aos dias de levá-lo para passear. Esse cão tem um temperamento bastante alegre e brincalhão, sendo que ele tem certa dificuldade de ficar parado.

Caso você queira treiná-lo que é o mais indicado, faça isso enquanto ele ainda é filhote. Ele não é um cão de ambiente internos ou restritos. Desde de novo o acostume a longas caminhadas e também a ambientação com outros animais.

Veja como é a personalidade dele

personalidade

O que essa raça pode te oferecer é uma companhia agradável e uma inteligência muito grande para entender os seus comandos. Esse tipo de cachorro tem um grande apego e devoção aos seus donos e as crianças, caso você tenha alguma.  A presença de estranhos pode ser um problema, portanto desde de os primeiros dias o acostume a se relacionar com outras pessoas fora do ambiente de casa.

Aprenda como treinar seu Boxer

adestramento boxer

É importante lembrar que o treinamento para Boxers é mais efetivo ainda com pouca idade. Ao contrário do Pastor Alemão que mesmo com idade avançada pode aprender quase tudo que um novo pode. Comece com o simples, esse caso vamos começar com as necessidades básicas do animal. Veja como!

  • Comece definindo o local adequado para que ele urine e defeque, sempre que ele acertar o local pode ser em jornal ou tapete higiênico e o elogie. Se ele fizer no lugar errado ignore-o enquanto limpa. É recomendando que a rotina dos filhotes sejam consistente, então caso ele fique dentro de casa leve-o para fora de 2 à 3 vezes por dia, durante o treinamento.

Uma dica extra: é que você deixe o cão o mais próximo o possível de você durante o treinamento, não deixe que ele brinque por toda a casa ou ele pode fazer as necessidades em qualquer lugar antes que você veja.

  • Dê brinquedos mastigáveis a ele, afim que evite de ele mastigar os móveis. Pode ser qualquer brinquedo, mas lembre de comprar de um tamanho maior porque a boca dessa ferinha não é pequena.
  • Treine-o a entender as palavras ficar quieto, quando ele latir em momentos indesejados. Você pode fazer isso o forçando a latir dizendo “fale”. Dê guloseimas quando ele obedecer o comando. Depois ensine o comando “quieto” e reforce com petiscos, claro se ele obedecer.
  • Use petiscos também para evitar que ele pule em você. Só dê a recompensa assim que as 4 patas estiverem no chão. Use o comando “pare” para tornar esse método mais efetivo. Ensinar o comando “sentar” também pode ser utilizado ao receber visitas.
  • Ensine o seu cão a ir para o canil ou casinha mostrando para ele que é um lugar seguro. Não deve ser uma área de punição, mas se de diversão e segurança. Associe a palavra “casa” e “vá para cama”, e sempre o recompense se ele obedecer.

Dicas para cuidar da saúde de seu cão

Apesar de precisarem de espaço para brincar e correr o Boxer não é um cão para viver ao ar livre, seu focinho curto e pelagem cruta, não são uma boa característica para um ambiente externo. Eles são cachorros muito limpos e não gostam de sujeira, fazendo até mesmo a auto-limpeza em algumas situações.

Os pelos curtos, tem a necessidade de serem escovados semanalmente. As unhas têm uma tendência a crescer rapidamente e também precisa de cuidado constante. As escovação dos dentes é outro fator importante. Evita o acúmulo de tártaro. Por genética o Boxer podem sofrer com tumores em diferentes partes do corpo. Fique atento à mudança de comportamento, aparecimento de nódulos, falta de apetite, etc. A raça possui tendência a câncer.

Se você tem ou quer comprar um Boxer diga para gente se gostou desse artigo. Use os comentários e compartilhe em suas redes sociais com todo mundo!