diabetes em gatos

Diabetes em gatos: Saiba como tratar da maneira certa!

No mundo animal muitos bichos adquirem vários problemas de saúde semelhantes a nós seres humanos. A diabetes é uma delas, que cresce cada vez mais e ataca vários tipos de animais. Os gatos são uns dos atingidos e sem o tratamento adequado, é um problema tão grave quanto para nós. Nesse artigo vamos falar sobre a diabetes em gatos e como deve ser tratada, confira!

O que é?

Como em nós, a diabetes é uma doença que afeta a produção de insulina do pâncreas. Quando isso acontece, o organismo passa a não conseguir processar de forma correta a glicose e outros compostos orgânicos presentes nos alimentos pela falta da insulina. Assim, faz com que as células dos felinos não reproduzam certo e não consigam obter a energia necessária (pois a insulina é quem auxilia a célula a transformar a glicose em energia). Fazendo com que o corpo do felino procure a energia de outras células para conseguir ter uma vida normal. Ao extrair a energias de outras células, o gato passa a desencadear vários problemas de saúde. E também, com o acúmulo de glicose instalado na corrente sanguínea, acaba causando a hiperglicemia.

Diabetes em gatos surgem em dois tipos:

  • Tipo 1: esse tipo da diabetes é quando o corpo do gato passa a destruir os depósitos onde a insulina é produzida, assim não se obtém a quantidade necessária desta hormona.
  • Tipo 2:  o tipo mais frequente nos felinos, esse tipo da diabetes é quando o pâncreas trabalha liberando insulina, mas o corpo do gato resiste a ela. Assim fazendo com que a hormona não trabalhe corretamente.

Diabetes em gatos: causas

Alguns fatores e hábitos deixam que seu gato fique mais propenso a ficar com diabetes, como:

  • Disposição genética;
  • Obesidade;
  • Idade;
  • Raça (Birmanês é a raça que mais desenvolve a doença);
  • Pancreatite;
  • Síndrome de Cushing;
  • Uso de esteroides e corticoides em algum tratamento médico;
  • Gatos machos castrados.

Sintomas de diabetes em gatos

São vários sintomas e é bom o dono do felino ficar sempre atento a mudanças de hábitos. Eles as vezes não ocorrem todos juntos, mas se acontecer mais de 3 deles ao mesmo tempo, já é indicado consultar um veterinário. Os sintomas podem ser:

  • Sede excessiva;
  • Diminuição de peso (e isso pode acontecer geralmente quando seu gato passa a consumir uma maior quantidade de comida e mesmo assim emagreça);
  • Aumento na frequência e na abundância de urinar;
  • Letargia;
  • Má aparência do pelo;
  • Vômitos;
  • Dificuldade para saltar e caminhar que faz com que o felino não se apoie sobre as patas mas sim sobre nos jarretes de trás, a área que se assemelha aos cotovelos humanos.

Diagnóstico

Para o diagnóstico correto, o essencial é procurar um veterinário. O médico dos animais irá realizar exames de sangue e urina para determinar o nível de açúcar no sangue do seu felino. Outra forma, é um exame destinado a medir a presença de frutosamina no sangue.

Tem tratamento?

Sim. E é importante que o tratamento seja feito o quanto antes para descartar complicações como:

  • Retinopatia diabética (que provoca problemas na vista e até cegueira);
  • Neuropatia e hiperglicemia (que se trata de uma acumulação constante de elevados níveis de açúcar no sangue);
  • Infecções urinárias;
  • Insuficiência renal;
  • Problemas hepáticos.

diabetes em gatos

Como em nós seres humanos, o tratamento é feito através do controle dos sintomas que afetam a vida normal do gato.

  • Tratamento diabetes tipo 1: é feito com injeções de insulina diárias indicadas pelo veterinário. Administrada um máximo duas vezes por dia sobre a pele do pescoço.
  • Tratamento diabetes tipo 2: as vezes é necessário as injeções de insulinas, mas muitos já conseguem tratar apenas com uma mudança drástica na dieta. Essa dieta é focada em reduzir os níveis de glicose presentes no sangue. A redução é feita ao mínimo de quantidade de carboidratos possível, aumentando os seus níveis de proteínas.

Diabetes em gatos: tipos de rações

Existem algumas rações específicas para gatos com diabetes que auxiliam na reeducação alimentar do felino.

  • Ração Royal Canin Feline Veterinary Diet Diabetic para Gatos Adultos com Diabetes: 1,5 kg por R$92,99
  • Possui nível moderado de calorias para ajudar a lutar contra o sobrepeso;
  • Formulação específica para ajudar a diminuir as variações da glicemia pós-prandial dos gatos diabéticos;
  • Um teor protéico elevado assegura um fornecimento equilibrado de glicose para gatos diabéticos.
  • Ração Farmina Vet Life Diabetic para Gatos Adultos Diabéticos: 2 kg por R$92,90
  • Proteínas de alta qualidade;
  • Baixo nível de gorduras;
  • Satiety suport;
  • Presença de L-carnitina;

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *