Categoria: Gatos

Se a sua rua está cheia de gatos, eles entram na sua casa, fazem as necessidades na sua varanda, destroem a sua horta, existem sim algumas maneiras de você evitar isso sem precisar atacar os bichinhos. Neste texto, você vai aprender de forma responsável como espantar gatos.

Nos tópicos a seguir você vai ter dicas especiais de como espantar gatos da sua rua, da sua horta, do seu telhado, das gatas que estão no cio, entre outras informações relevantes para você que está com esse problema. Veja!

Como espantar gatos de rua?

O ideal é você chamar o controle de zoonoses da sua cidade, a maior parte das cidades possuem. Esse órgão do município vai resgatar os gatos, levar para um local adequado, examiná-los, aplicar vacinas e colocá-los para adoção.

Caso essa opção não seja viável, procure na sua cidade se há alguma ONG que faça esse trabalho de resgatar, cuidar e colocar para adoção animais de rua. É a forma mais correta e responsável de acabar com o seu incômodo e dar um lar e uma vida nova para esses bichinhos.

Se você não tem nem uma opção, nem a outra, o jeito vai ser tentar espantar os gatos por conta própria. O ideal é usar uns repelentes caseiros, que não fazem mal para ninguém e apenas espantam os bichinhos de perto da sua casa.

O repelente mais eficiente é um feito com alecrim, canela e lavanda. Você vai pegar três colheres de cada um e colocar em contato direito com 3 copos de água fervida. Misture bem isso tudo e depois transfira para um frasco com tampa e deixe a noite toda descansando.

No outro dia, transfira esse líquido para um frasco de spray, não se esqueça de peneirar. Nesse recipiente coloque quase uma xícara de vinagre e 15 gotas de óleo essencial de laranja.

A partir daí é só agitar bem esse recipiente e aplicar o spray nos locais da sua rua que o gato normalmente fica. Essa técnica vale somente para a rua, em uma horta pode estragar as plantas e vegetais.

gato flor

 

E na horta?

Uma ideia bem bacana para evitar que os gatos invadam o seu jardim ou horta é plantar mudas de ervas que causam desconforto nos bichinhos. É o caso da própria lavanda, da arruda, do absinto, da rosa com espinho e do tomilho-limão.

Plante essas ervas entre as suas plantas e vegetais da horta. Isso vai evitar que eles passem pelo local que tenha esse cheiro desagradável para eles.

Outro jeito de fazer isso de forma responsável, é criar um ambiente no solo que impeça o gato de pisar nele. Por exemplo, gatos odeiam pisar em pedras, cascalhos, pinhas espinhosas, ou qualquer matéria orgânica que seja áspera.

Existe também uma forma mais simples de fazer isso que é colocar uma barreira física, como um muro ou uma cerca que impeça o gato de ultrapassá-la, inclusive podendo usar uma cerca elétrica de baixa voltagem.

 

Como espantar gatos do telhado?

Agora é hora de você aprender como espantar gatos de telhado. Essa atitude dos bichinhos é muito comum, inclusive é um trabalho recorrente do Corpo de Bombeiros, não é apenas história de desenho ou cinema.

O ideal é usar os famosos repelentes. Existem os caseiros, como já foi ensinado neste texto, e outros que você compra em petshops. Na própria embalagem ensina como passar, mas você também pode perguntar ao vendedor.

Ao sentir o cheiro, o gato fica muito incomodado e acaba indo embora daquele local. Por isso, os repelentes são ótimas e responsáveis opções de espantar gatos.

O que fazer se tiver no cio?

A questão da gata no cio envolve dois problemas diferentes. O primeiro é o fato dela morar na rua, ou em um vizinho e isso fazer com que vários gatos cheguem perto dela e, consequentemente, da sua casa para tentar cruzar.

A outra questão é se você é o dono da gata que está no cio. A sua casa, com certeza, vai ser bem visitada por gatos de rua que querem cruzar com a sua filhinha de quatro patas.

No caso da gata do vizinho ou da rua, não há muito o que fazer, a não ser o uso dos repelentes. Já se a gata for sua, aí sim tem uma solução definitiva. Castrar a sua gata. A castração faz com que ela pare de entrar no cio e isso evita o aparecimento de gatos nas datas que seriam o período menstrual dela.

gato na horta

Como espantar gatos com naftalina?

A naftalina é um veneno e que pode não apenas espantar os gatos por conta do cheiro, mas também pode matá-los e outros animais também. Além de ser perigoso em casas ou vizinhanças com crianças.

Por isso, o ideal é não utilizá-la. Ela tem efeito sim, mas pode trazer algumas consequências graves que é melhor evitar.

É possível com pimenta do reino?

Você pode fazer um repelente natural com pimenta. É bem simples, mas é preciso tomar cuidado ao preparar. Você vai esquentar uma quantidade de água da sua preferência com uma colher de pimenta do reino moída. Depois de ferver por 5 minutos, espere esfriar e passe essa mistura para um recipiente de spray. Aí é só pulverizar nos lugares que você não quer que os gatos apareçam.

Essa mistura pode prejudicar as suas plantações, horta e vegetais. Então, é melhor não usar essa estratégia em plantas.

Como espantar gatos com creolina?

A creolina é um produto químico muito forte e que pode causar mal não apenas ao gato, mas também a você. É uma opção, mas o melhor é investir nos repelentes mais naturais.

Se tiver gostado deste texto sobre como espantar gatos, compartilhe-o com alguém precisa dessas dicas!

Read Full Article

Acidentes acontecem e por mais que os bichinhos sejam serem adoráveis, às vezes, por medo ou um ato de defesa, eles acabam atacando os humanos. Por isso, a mordida de gato pode ser algo que já aconteceu na sua vida ou na de alguém e isso deve ser levado com certo cuidado.

Nos tópicos a seguir você vai aprender o que fazer quando tiver sofrido uma mordida de gato. Preste bastante atenção e siga as recomendações.

Levei uma mordida de gato, o que acontece?

Existem diversas possibilidades após a mordida de um gato em você. Se for o seu gato, por exemplo, você precisa lembrar se ele está totalmente vacinado, se as atitudes dele nos últimos dias condizem com os hábitos comuns dele, enfim, observar como está o seu bichinho nos últimos tempos.

Se notar que essa mordida foi por conta de uma mudança de hábitos, pode ser que ele esteja com algum problema e tanto você quanto ele precisam de cuidados.

Caso você tenha sido mordido por um gato que não é seu, existem duas opções: a primeira é se for de um gato conhecido. Faça essas perguntas para o dono, peça para ele te contar como o gato se porta nos próximos dias.

A outra possibilidade é se um gato de rua, ou de dono desconhecido te morde. Essa é a pior situação e precisa de cuidados mais bem elaborados.

 

Quais os sintomas?

A mordida do gato pode inflamar e até infeccionar. Isso pode dar diversos sintomas, como dor no local, vermelhidão, dor de cabeça, febre, calafrios, entre outros. O ideal é você limpar bem o local, passar álcool, pomada anti-inflamatória, tomar um remédio também contra a inflamação e ir até um hospital ou posto de saúde para receber as vacinas necessárias.

mordida de gato na mao

A mordida de gato é perigoso?

A mordida de gato pode ser perigosa. Isso porque ele pode estar com alguma doença, como a raiva, por exemplo, e esse tipo de enfermidade é muito grave para o ser humano. Por isso, prestar atenção nos hábitos do bichinho é de essencial importância, principalmente nos dez dias posteriores à mordida.

É necessário tomar vacina?

Em qualquer uma das situações, mesmo que o gato seja seu e esteja com todas as vacinas em dia, você vai precisar tomar uma injeção com um soro contra a raiva.

Essa injeção é dada, normalmente, em uma ou duas doses. Porém, se for confirmado que o gato está sim com raiva, as doses dessa injeção serão bem maiores, há casos que a pessoa precisa tomar por 12 vezes.

Se o gato for desconhecido ou de rua, você vai ter que tomar a dose completa de qualquer jeito. Ou seja, prepare os seus braços para 10, 11, 12 injeções aplicadas diariamente.

dedo

O que a mordida de gato pode causar?

A raiva é uma doença muito perigosa tanto para os humanos, quanto para os animais. No caso dos humanos, se não tratada, ela pode causar até a morte da pessoa.

Porém, pode ser que a mordida tenha dado apenas uma inflamação. O ideal é cuidar dessa inflamação para que ela não vire uma infecção e tenha que ser feito o tratamento com antibióticos.

O gato com raiva é muito fácil de perceber. Ele muda completamente os hábitos dele: como come, a hora que come, a quantidade de água que bebe, o local que faz as necessidades, o humor, o sono, enfim, distanciamento do dono, enfim, uma série de mudanças bem perceptíveis.

Caso o seu bichinho esteja com esses sintomas, leve-o até o veterinário, faça os exames e descubra se ele está com alguma enfermidade. De qualquer forma, para evitar problemas com você, tome as vacinas diariamente, como se estivesse infectado pelo vírus da raiva.

O que precisa tomar?

Tirando o caso extremo da raiva, para inflamação, normalmente, os médicos passam um anti-inflamatório normal, um remédio para dor e febre e uma pomada para agilizar o processo de cicatrização da mordida.

Fora isso, se tiver infeccionado, o médico vai te passar um antibiótico para eliminar essas bactérias e fazer com que a sua recuperação seja mais rápida e eficiente.

Se tiver ainda alguma dúvida a respeito dos problemas gerados pela mordida de gato, deixe o seu comentário aqui embaixo!

Read Full Article

Os pets também passam mal, também tem dor de cabeça, dor no corpo e outros sintomas que são comuns aos humanos. Gato com febre não é só possível, como é uma situação bem recorrente em animais que estejam com alguma enfermidade, inflamação ou infecção.

Nos tópicos a seguir você vai saber o que pode ser a causa do seu gato com febre, os outros sintomas que aparecem juntos a esse e as formas de tratamento mais eficientes para curar o seu bichinho. Veja!

Gato com febre: O que pode ser?

A febre não é uma doença, mas sim um sintoma que pode ocorrer por diversas causas. Uma inflamação, uma infecção, ou outra enfermidade podem ter como sintoma a febre. Então, fica difícil definir o motivo da febre só pelo fato do seu gato estar com febre.

É preciso realizar uma série de exames, observar mudança de hábitos, enfim, pesquisar para chegar ao diagnóstico certo e fazer o tratamento ideal para o seu gato curar não apenas da febre, mas de toda a doença que tem causado esse aumento da temperatura corporal do bichinho.

Além disso, a temperatura dele também pode ficar alta por outros motivos que não perigosos para a saúde do gato. Ele pode ter febre por conta da alta temperatura do ambiente mesmo, por causa de uma atividade física intensa ou, no caso das fêmeas, na época da menstruação.

Por isso, antes de começar a medicar o seu gato ou se preocupar, vá até o veterinário que ele vai fazer os exames necessários. Assim, vai descobrir se o seu gato está com alguma doença ou é apenas um sintoma de outra situação que está ocorrendo com ele no momento.

Gato com febre medir

Quais são as causas?

As principais causas da febre nos gatos são as inflamações e infecções. Porém, outras enfermidades também podem trazer esse quadro clínico. É o caso de uma gripe, um resfriado, ingestão de algo que fez mal para ele, a alta temperatura do ambiente, atividade física esgotante, período menstrual, entre outros.

Há também, obviamente, situações mais graves que podem ter como sintoma a febre. É o caso de tumores, lúpus, pancreatite, cinomose, leucemia e outras. Porém, não se assuste! Pode não ser nada, doença alguma. O ideal é sempre levar ao veterinário, fazer os exames e descobrir o motivo certo da febre no gato.

E sintomas do gato com febre?

A febre já é um sintoma e cada uma das possibilidades da febre existir possui outros sintomas. Por exemplo, em uma inflamação ou infecção, o gato tende a ficar mais quieto que de costume, comer mesmo, ter insônia ou sono demais, entre outros hábitos diferentes.

No caso de doenças mais graves, o gato também costuma ficar mais distante do dono, é um instinto natural dos bichinhos quando sentem que estão passando muito mal.

Já no caso da menstruação, a própria menstruação já é um sintoma. Se for a temperatura alta, ele vai estar com sede, ofegante, cansado e o mesmo vale para as atividades físicas desgastantes e intensas.

termômetro

O que posso dar?

Nada. Não medique o seu gato por conta própria. Se você medir a temperatura do gato e perceber que ele está com febre, leve-o imediatamente ao veterinário dele para fazer os primeiros exames e passar algum medicamento para melhorar os sintomas, enquanto não se descobre a causa da febre e dos demais sintomas.

Caso você não saiba como medir a temperatura do seu gato, é preciso usar um termômetro, de preferência digital e próprio para usar em animais. Esse termômetro precisa ser penetrado, a parte de metal, no ânus do bichinho. Muita gente tem dó, mas é a única forma de saber a real temperatura corporal dele.

Diferente dos humanos, a temperatura normal de um gato ou de um cão é maior. Varia de 38 a 39 graus. Se tiver acima disso ou abaixo disso, é bom procurar um veterinário para ele descobrir o motivo dessa variação.

Se gato com febre pode dar Dipirona?

Qualquer remédio que você for dar para o seu pet precisa ser receitado pelo médico. Não medique o seu bichinho por conta própria, porque pode piorar a situação da saúde dele.

O Dipirona e outros remédios de combate a febre em humanos podem ser usados em animais, mas tudo depende do diagnóstico dado pelo veterinário.

Se tiver ainda alguma dúvida sobre como tratar um gato com febre, deixe o seu comentário aqui embaixo!

Read Full Article

Você viu o seu gato espirrando e ficou com uma pulga atrás da orelha? Assim como os seres humanos, os gatos também sofrem com os vírus e infecções, por isso, o espirro acontece como um alerta.

Se o espirro não for frequente, não há com que se preocupar, mas se você já nota uma certa frequência, fique alerta nos sinais que detalharemos no nosso artigo de hoje.

Gato espirrando: O que significa?

Quem tem gato de estimação sabe que o amor que sentimos pelo bichinho, às vezes, faz com que nos preocupemos demasiadamente. Na maioria das vezes, a preocupação não tem uma base real. Vamos começar fazendo uma simples análise: todas as vezes que você espirra você está doente? A sua resposta é provavelmente, não.

Pois bem, como dissemos no início desse texto, os gastos são parecidos conosco. O espirro pode ser uma simples reação do organismo à um estilo externo.   Ao ver seu o gato espirrando, vez ou outra, nada mais é do que ele eliminado alguma impureza que causa irritação em sua mucosa nasal.

Porém, se esses espirros estão acontecendo com frequência ou acompanhados de corrimento nasal, então, você deve prestar uma maior atenção ao animal.

gato

Com secreção

Geralmente, quando o espirro está acontecendo com maior intensidade e acompanhado de corrimento nasal, outros sintomas também são perceptíveis. Você deve observar se o animal perdeu o apetite e sente dificuldades de farejar outros alimentos. As causas podem ser diversas, desde um vírus mais simples ou até mesmo uma infecção séria.

Quais são as causas do gato espirrando?

Se você notar que a mucosa nasal do seu gato está esverdeada ou amarelada, isso pode ser sinal de alguma infecção. Assim como inflamação e secreção nos olhos, falta de ar e febre. Abaixo, separamos os principais fatores que deixam o gato espirrando:

  • Infecções virais;
  • Vírus da imunodeficiência felina;
  • Problemas dentários;
  • Alergias;
  • Irritação na mucosa nasal;

Ao notar qualquer um desses sinais, você deve procurar um veterinário para um diagnóstico certo.

Gato espirrando com sangue

Se o espirro do seu gato vier acompanhado de sangue, sua atenção deve ser redobrada. São muitos fatores que podem provocar uma lesão na área nasal do animal, levando a uma hemorragia. O gato espirrando com sangue pode ser explicado pelo aparecimento de corpo estranhos no nariz.

Nesse caso, o animal terá uma crise frequente de espirros e poderá esfregar o nariz com as patas ou contra algum outro objeto.   É recomendado que você procure um veterinário para fazer o tratamento certo da ferida nasal do gato, pois a ferida mal curada pode infeccionar e levar a outras complicações.

Se tiver vomitando, devo me preocupar?

O vômito em gatos é algo que ocorre com mais frequência. As causas são diversas, seja por ter engolido algo que não deveria, comido algo estragado ou, de fato, estar com alguma doença e infecção. Você deve observar a frequência do vômito e a cor. O gato vomitando pode não ser nada grave, mas é um sinal de alerta.

Procure saber qual foi a última coisa que ele comeu e observe se ele vomitou mais de uma vez. Antes de dar qualquer remédio para o bichinho, procure um veterinário para um tratamento adequado.

gato espirrando

Gato lacrimejando

O gato lacrimejando é outro sintoma que preocupa muito os donos. Mas não há com o que se preocupar, as lágrimas são uma proteção dos animais para eliminar as impurezas dos olhos. Se você observar que o olho do anima está normal e não há nenhum machucado ao redor, não se preocupe, as lágrimas estão apenas eliminando a sujeira.

Porém, se você notar alguma úlcera nos olhos, procure um veterinário para um diagnóstico preciso e um tratamento precoce.

É comum gato espirrando após o banho?

É muito comum o gato espirrar após o banho, isso pode ocorrer devido à alguma reação alérgica de algum produto que você usou.  O gato espirrando após o banho não deve ser motivo de preocupação.

Qual remédio usar?

Antes de usar qualquer remédio em seu gato, você deve procurar a orientação de um veterinário. Nunca dê remédio industrializado de humanos ou de cachorro ao seu bichinho. O remédio não terá o efeito esperado e pode prejudicar na recuperação de seu animal, os gatos são muito sensíveis a medicações.

Existe remédio caseiro para tratar gato espirrando?

Bom, não existe tratamento caseiro propriamente dito para os sintomas de gato espirrando. Porém, você pode ajudá-lo a recuperar com algumas medidas simples:

  • Ajudá-lo a comer;
  • Proporcionar calor;
  • Água fresca;
  • Muito descanso;
  • Limpara lacrimação;
  • Aumentar a humidade do ambiente.

 

Read Full Article

Quase todo mundo já viu um gato brigando, e sabe quão feio é aquela cena. Felizmente, existem meios que ajudam a evitar e acabar com uma briga de gatos. Veja agora como separar uma briga de gatos e como acalmá-los!

Como separar gato brigando?

Quem já viu gato brigando sabe como é assustador aquela situação. É muito comum ver dois gatos brigando nas ruas e até dentro de casa. Eles brigam por causa de dois motivos, por causa da fêmea ou por disputa de território. Mas como separar gato brigando?

Veja algumas dicas de como separar dois gatos brigando:

Nunca se coloque no meio de uma briga de gatos, nem mesmo tentar pegá-los durante a briga, visto que você pode se ferir. Para separar gato brigando é necessário gritar ou bater bem forte em algo que faça um grande barulho, o mais próximo possível deles.

Outra dica que funciona para separar uma briga de gato é utilizar um jato de água contra eles. E algo que é fundamental quando tem gato brigando é distrair a atenção dos felinos. No entanto, nunca use ou lance objetos contra os felinos, pois essa atitude pode fazer os gatos entenderem que você quer entrar na briga e incluí-lo na luta.

Assim que separar a briga de gato nunca tente brincar com ele ou reclamar, bater, achando que vai corrigi-lo. O nível de estresse do gato nesse momento é tão grande, que ele pode reagir de modo agressivo.

briga de gatos

 

Como evitar que eles briguem?

Para evitar conflitos entre os felinos é preciso entender e observar sua personalidade. Cada felino tem um comportamento diferente numa determinada situação. Alguns gatos são extremamente agressivos na hora de dividir a refeição, já outros mostram alguma reação quando percebe que outro gato está querendo sua cama.

Quando dois gatos estão se estranhando, é algo visível. Sempre que observar os gatos se aproximando um do outro atraia a atenção deles, por exemplo, com o barulho da ração para tentar evitar que a briga se inicie.

Tente descobrir o que motivou a briga, pois muitas vezes é perceptível o que causou o conflito. Às vezes é uma disputa pela cama, uma caixa ou brinquedo. Assim sendo, quando perceber o real motivo, trate de resolver logo a questão providenciando outra cama, outra caixa ou brinquedo para não ver o gato brigando.

Também ao perceber que estão se estranhando e se armando para briga, tente separá-los com a ajuda de uma vassoura. Empurre cada gato, um para cada lado, de forma lenta e sem machucá-los.

Mas digamos que você precisa sair e não quer saber de gato brigando, o que fazer? Nesse caso, separe os gatos colocando um distante do outro, de uma forma que não tenham acesso entre si. Entretanto, não se esqueça de colocar água, comida e a caixinha de areia para cada um.

gato brigando com cachorro

Gato brigando com cachorro

Quem nunca viu um gato brigando com um cachorro? É uma cena de terror e não adianta jogar água ou gritar. Para acabar com uma briga de gato com cachorro é preciso recorrer a alguns métodos.

Todo mundo sabe que a maioria dos gatos e cachorros tem medo de barulho de bombas ou fogos de artifícios. Por isso, ao presenciar o gato brigando com cachorro, solte uma bomba a certa distância para não os machucar. Procure ter em casa, alguns fogos para essas ocasiões.

Outra saída é ter guardado em casa aquelas buzinas barulhentas usadas no período de carnaval e em jogos de futebol. O forte barulho tem a capacidade de espantar os bichos e acabar com a briga.

Algumas aulas de adestramento podem ajudar numa situação dessas. Os métodos usados irão fazer com que a voz do dono para o animal.

Como acalmar o meu gato?

O melhor a fazer para acalmar seu gato é deixá-lo sozinho por alguns minutos, isso vai fazê-los ficar mais tranquilos. Depois de um tempo tente se aproximar dele aos pouquinhos, conversando com ele de forma calma, com um tom de voz tranquilo.

Por meio da comida, os gatos podem acalmar os nervos, por isso numa situação dessas é sempre bom oferecer um pouco de ração. Procure manter a calma! O gato consegue perceber as emoções e sensações de seus donos, e quando o dono está calmo o gato também fica calmo.

Você também pode dar ao gato nervoso, algo que ele goste muito como um brinquedo, pois ele consegue relacionar o objeto a brincadeira. Isso vai deixar o gato mais calmo.

 

 

Read Full Article

O gato siamês é uma raça bastante elegante e singular. As cores da sua pelagem é a característica mais marcante nesse bichano que possui patas, rabo, orelhas e focinho mais escuros que o restante do corpo. Contudo o siamês é muito mais do que as cores da sua pelagem.

Nesse artigo falaremos mais a fundo do gato siamês, mostrando as variações de cores que ele pode sofrer, o tipo de alimentação, comportamento dessa raça e muito mais. Confira!

Gato siamês filhote

O siamês filhote é um gato muito brincalhão e está sempre buscando chamar a atenção daqueles que o rodeiam. Por isso essa raça é bastante indicada para crianças, pois além de ajudar a distrair os pequenos, não oferece riscos de atacar por ser um gato bastante dócil e amável.

Puro

Existem muitas misturas de gatos que podem resultar em um aspecto que seja parecido ao da pelagem do siamês. Contudo, araçá pura possui algumas características especificas que o diferem dos outros gatos. Quando você for comprar um gato siamês fique atento as seguintes particularidades para não ser passado pra trás:

  • Corpo fino e alongado
  • Cores que variam do branco ao creme
  • Patas alongadas, finas e de coloração preta
  • Calda alongada preta
  • Cabeça triangular com nariz afinado
  • Orelhas escuras e pontudas
  • Olhos azuis

filhote gato siamês

Gato siamês cinza

Algumas pessoas relatam que possuem um gato siamês cinza, contudo, essa raça não possui essa variação de cor. Nos caso os gatos cinza com características de siamês não siameses legítimos. Pode acontecer de a pessoa confundir a cor do siamês achando que ela é acinzentada, mas esse é um erro. O siamês legitimo vai de branco ao bege claro.

Branco

O siamês branco é o mais comum dos siameses e se mostra também um dos mais bonitos uma vez que sua pelagem clara dá ainda mais destaque as patas, rabo, orelhas e focinho escuros. Parece que o gato esta usando botinhas de tão definido que fica o limite de uma cor para outra.

Preto

Como já dito anteriormente, o gato siamês não varia demais de coloração, indo apenas do branco ao bege claro, contudo, algumas pessoas acreditam que exista até mesmo um siamês preto. O que não é verdade. Siamês preto é uma fraude.

gato cinza

Qual a alimentação do gato siamês?

Para manter o seu gato saudável e livre de problemas alimentares é preciso prestar bastante atenção na alimentação do seu siamês. Existem algumas características especificas dessa raça que você deve estar ciente quando for alimentá-lo. Confira abaixo as principais dicas de alimentação do seu gato siamês:

Ração: O gato siamês quando filhote precisa se alimentar com uma ração com bastante gordura e proteína, esses nutrientes irão ajudar no desenvolvimento do bichano. É interessante também que a ração seja composta por vitaminas e cálcio. Já quando adultos a ração seca tem que ser equilibrada entre gorduras, proteínas, fibras e carboidratos.

Patê: Os patês para gatos ajudam a estimular o seu pet a comer a ração, eles deixam a ração muito mais saborosa, contudo, é preciso ficar atento para não abusar desse artifício. Esse tipo de comida para gatos contém muita gordura e a longo prazo pode ser bastante prejudicial a saúde dele.

Caseira: Apesar de não ser indicada a alimentação caseira é uma opção para alimentar o seu gato siamês. Proteínas como as do frango, peru e salmão são ideias para os bichanos e lembre-se, nunca alimente seu gato com carne crua, isso pode causar doenças nele.

Comportamento

Como principais características do comportamento do gato siamês temos o fato de ele ser bastante brincalhão e ativo, porém, o seu comportamento é muito mais complexo. Abaixo faremos uma lista de características comportamentais do gato siamês para ajudar você a entender melhor como age essa raça. Confira:

  • Possui temperamento inquieto e muito ativo
  • Na maioria das vezes é bastante dócil
  • Possuem bastante apego ao dono
  • São brincalhões e curiosos
  • Possui alta tolerância com crianças
  • Possui miado forte e que chega a ser irritante algumas vezes
  • Possui alto senso de território, sempre buscando proteger a sua casa e os moradores

Se você está pensando em adquiri um gato siamês a minha recomendação é a de que o faça! Essa raça é muito amável e será uma grande companheira do seu dono e familiares.

Read Full Article

Os felinos são um show a parte na natureza do planeta. Eles são lindos, rápidos, ferozes, sagazes, inteligentes e completamente independentes. Quem tem um gato em casa, sabe do que esse texto está falando.

Porém, além do seu gatinho, existe uma diversidade de outros felinos grandes e fortes espalhados pelo mundo. Na lista abaixo, você vai conhecer os 8 principais deles.

Os 8 felinos mais exuberantes da natureza

 Confira e conheça leopardo, tigres, panteras, guepardos e outros felinos incríveis que existem no mundo animal e veja como cada um desses maravilhosos animais atuam na natureza!

Pantera

 A pantera é um bicho sensacional que une as melhores características de vários outros animais, o que compara a sua atuação na natureza com a dos outros três grandes líderes da floresta que são o leão, o tigre e a onça-pintada.

A pantera tem entre 1,25 e 1,65 metros de comprimento e apesar de parecer pequena tem uma agilidade gigantesca que faz dela uma das principais predadoras do universo. Ela pode ser de várias cores, mas a mais conhecida do mundo é a pantera-negra que é extremamente linda e perigosa. As panteras pesam entre 30 e 90 quilos.

felinos pantera

Felinos: Leopardo-das-neves

 O leopardo-das-neves é um animal que vive em grandes altitudes e convive com frios que nenhum ser humano conseguiria viver. Ele é natural de áreas asiáticas, como o Tibete, a Índia, o Paquistão, o Nepal e o Himalaia.

É muito comum encontrar esse felino no gigante Monte Everest e outras montanhas que são desafios para a humanidade até hoje. Eles pesam entre 40 e 55 quilos, têm manchas por toda a pele e a cor deles é cinza.

Por viver nas alturas e em locais escondidos, poucos humanos tiveram o azar de encontrá-los, eles aparecem muito pouco, preferem ficar escondidos. Azar porque se você ver um bicho desse na sua frente é melhor rezar.

Leopardo das neves

Guepardo

 O guepardo é um dos mais tradicionais felinos que existem na natureza. Ele é famoso por sua sensacional agilidade, pode atingir mais de 100 km/h, talvez o animal mais rápido do planeta.

Ele é natural das maravilhosas savanas da África, mas também é encontrado na região árabe e no sudoeste asiático. Normalmente é mais magro que os outros felinos, o que garante a sua agilidade. Além disso, tem uma cauda gigante que ajuda na estabilidade na hora das corridas.

Felinos Guepardo

Felinos: Puma

 A puma não é apenas uma marca de roupas global, como também é um animal global. É, entre os felinos selvagens, o que mais está espalhado por partes diferentes do mundo. Tem puma no Chile, no Canadá e em outras partes do planeta.

Esse animal é muito bonito, inteligente, tem pelos perfeitos e pode viver em qualquer tipo de clima que ele se adapta bem, essa é a principal característica da puma. Vive em florestas tropicais, em desertos, em locais muito frios ou muito quentes, pouco importa para ela.

Puma

Tigre

 Claro que o mais famoso dos felinos não poderia estar fora dessa lista. Os tigres são incríveis, muito bonitos e altamente fortes e predadores.

A sua beleza e força é tanta que hoje em dia praticamente eles não existem mais. Por conta de sanguinários caçadores, três das nove subespécies de tigres estão extintas do planeta e as últimas lutam para poder sobreviver nesse mundo de humanos desumanizados.

Felinos tigre

Felinos: Leão

 Sim, isso mesmo. O rei da selva é um felino e você talvez não sabia disso. Ele é o segundo maior felino do mundo, só perde para o tigre e é um show a parte. Sua exuberante juba, força monstruosa, com mais de 200 quilos e uma fome de carne que poucos têm por aí.

Felinos leão

Onça-pintada

 A felina mais brasileira do planeta não poderia ficar de fora dessa lista, até porque a onça-pintada é realmente sensacional. É linda, forte, poderosa, tem olhos gigantes e atentos, além de uma rapidez e umas manchinhas pela pele que deixa ela ainda mais maravilhosa do que já é.

A onça-pintada é dona da mordida mais forte do reino animal, mais até que o do leão, do tigre, de qualquer outro felino. Ela consegue, até mesmo, quebrar um casco de tartaruga com a força da mandíbula dela. Incrível, né?!

Onça

Ligre

 O Ligre é a mistura entre os dois maiores mamíferos do planeta: leão e tigre. Ele é o maior felino do planeta, pode chegar aos 4 metros de comprimento e pesar mais de meia tonelada com apenas três anos de vida.

Porém, ele não é um animal natural. Só existe por conta de cruzamento de genes feitos em laboratórios.

Felinos Ligre

Se tiver gostado deste texto sobre felinos, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Read Full Article

O arranhador para gatos é um objeto essencial na casa de quem tem esse pet. É bom lembrar que os gatos são de uma família de animais selvagens e ainda possuem alguns traços genéticos que o fazem ter necessidades de certos hábitos.

Nos tópicos a seguir você vai ver para que serve o arranhador para gatos, o motivo desse objeto ser tão importante e os tipos disponíveis no mercado. Confira!

Para que serve o arranhador para gatos?

O arranhador para gatos tem duas funções específicas: a primeira delas é que com esse equipamento os gatos conseguem lixar as próprias unhas e mantê-las do tamanho correto, que fazem bem para a saúde deles.

O segundo motivo, é que o arranhador para gatos ao lixar a unha desses felinos deixa o cheiro deles nesse determinado local. Essa é uma prática dos felinos selvagens que os gatos necessitam fazer mesmo após domesticados. Eles, normalmente, sobem em árvores e pedras e fazem isso para poder marcar território e o arranhador pode ser usado também para esse objetivo.

gato arranhador

É necessário?

O arranhador para gatos é muito necessário. Quando a unha deles não está do tamanho certo e afiada como deve ser, os gatos ficam muito incomodados, já que as unhas grandes atrapalham os próprios hábitos deles.

Além dessa questão relacionada à saúde do animal e de extrema necessidade, o arranhador para gatos também é uma forma do felino se sentir bem por conta da sua relação com seus genes selvagens. Eles precisam marcar território e esse objeto é ideal para fazer isso dentro de uma casa.

Para convencer você que está lendo este texto de uma vez por todas, o ato de arranhar acalma o gato, relaxa, alonga os músculos e os tendões desse incrível felino. É um habito instintivo do gato, o mais tradicional e comum de todos.

Por conta de tudo isso, é mais do que necessário que você tenha um arranhador para gatos. Caso contrário, o que vai ficar arranhado é o seu sofá, a sua parede, a sua porta, ou até a sua cara.

Preços de arranhador para gatos

 Existem diversos tipos de arranhadores e com preços bem variados. A média do arranhador é de R$ 200,00 e você pode encontrar tipos diferentes por preços maiores ou menores do que esse.

Tem uns bem simples que custam em torno de 50, 60, 70 reais e outros super elaborados que passam dos R$ 300,00.

OLX

 Na OLX e também no Mercado Livre você consegue encontrar alguns modelos de arranhador para gatos que estejam para vender. Porém, é preciso tomar cuidado com esses sites, pois normalmente, são objetos usados que não valem a pena comprar, nem pelo preço mais baixo.

O seu gato vai precisar de um arranhador novo, que não tenha sido usado por nenhum outro gato. Além disso, mesmo que os vendedores da OLX vendam objetos novos, é preciso ter cuidado para não ser enganado e compre algo que não existe.

arranhador grande para gatos

Arranhador para gatos com casinha

O arranhador para gatos mais completo que tem é o que simula uma casa na árvore. Ele tem o tronco para subir, uma casinha para também arranhar e toda uma decoração bem bonita. Obviamente, esse é o tipo mais caro, mas é também o mais bonito e com uma maior área para que o seu gato arranhe tudo que vier pela frente.

4 andares

Existem tipos de arranhadores que são ótimos para o gato gastar a energia dele, brincar, se divertir sozinho ou com o próprio dono. Esse arranhador para gatos de quatro andares é um exemplo disso. Dessa forma, cada andar vai ser usado como o gato para arranhar, para descansar, para brincar e muitos outros objetivos.

Porém, o preço desse arranhador também é bem salgado. Existem opções no mercado que custam mais de mil reais.


SABE COMO IDENTIFICAR O MIADO DO SEU GATO? CLIQUE AQUI!


Arranhador para gatos de parede

Normalmente, todos os arranhadores são de parede, até para ficarem firmes e não caírem quando o gato resolver subir e arranhar esses objetos. Existem modelos mais simples e outros mais complexos, todos vão se tornar uma verdadeira alegria para o seu felino na sua casa, pode confiar!

Caseiro – Como fazer?

Se não quiser gastar dinheiro com um arranhador para gatos pronto, você pode fazer o seu por conta própria. Existem diversas matérias-primas que você pode usar, como a madeira, tecidos com texturas diversas e até papelão.

Basta você cortar esses objetos em um formato que você queira fazer e grudá-los em alguma parede da sua casa. É bem simples mesmo, pode fazer em formato de tubo, de retângulos um em cima do outro, entre diversas ideias. Use a criatividade para deixar o seu arranhador para gatos bem bonito e funcional.

Se tiver gostado deste texto sobre arranhador para gatos, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Read Full Article

Gato miando demais pode ser sinônimo de algum problema com o bichinho, não é mesmo? Mas nem sempre é assim, são várias possibilidades e você precisa entender da rotina dos miados, de como ele age em determinadas situações e prestar mais atenção no seu gatinho para saber o real motivo desses miados.

Nos tópicos a seguir você vai ter uma ideia do significado do gato miando demais, alto, a todo momento, em horas específicas. Porém, fique atento, porque na maioria das vezes é só com a sua atenção que vai fazer descobrir o real motivo.

Gato miando muito

 Quando o seu gato mia muito, por bastante tempo, o principal motivo disso estar ocorrendo pode ser fome. A única forma do gato se comunicar com o ser humano é através do miado. Logo, se ele estiver com fome vai ficar miando por bastante tempo até que você dê comida para ele.

Outra possibilidade de miados que ocorrem sem parar é quando o gato está estressado. Esse estresse pode ocorrer por diversos motivos, como por exemplo, o fato de ficar sozinho dentro de casa o dia todo. Ele fica entediado, estressado, ansioso e isso vai gerar uma confusão de miados por bastante tempo.

O estresse também pode ter outros motivos, como, por exemplo, a hora do banho. Muitos gatos odeiam tomar banho e tentam até te arranhar nessa hora. Uma das formas deles reclamarem disso é usando o miado a favor deles para que você fique bem estressado e desista de dar banho neles.

gatinho

Alto

 A principal situação que faz um gato miando bem alto e a todo momento, é quando a fêmea está no cio. Parece um berro mesmo de tão alto e isso ocorre por conta de todas as sensações hormonais que ela está passando naquele momento.

Outro motivo que também acarreta o gato miando bem alto é quando ele está sentindo algum tipo de dor. O miado é alto, mas também demorado e se repete toda hora. É uma forma do felino avisar que tem algum problema com ele e você precisa cuidar disso.

Por fim, gato miando alto pode ser sinônimo de calor. Quanto o seu pet começa a miar todo momento, bem alto, sem parar e o dia está quente, busque formas de refrescá-lo, como ligar um ventilador, um ar-condicionado ou dar algumas pedras de gelo para ele chupar.


DESEJA SABER SOBRE ARRANHADOR PARA GATOS? CLIQUE AQUI!


Gato miando rouco

 O gato miando rouco pode aparecer em algumas situações, como as de estresse e até de medo.  Em que é preciso ter cuidado, porque o gato fica em posição de ataque e pode te atacar a qualquer momento.

Mas o mais comum desse tipo de miado é quando o gatinho vai ficando mais velho e perde algumas funções cognitivas importantes por conta da velhice. Ele usa do miado para conseguir se localizar, ficar em equilíbrio, para se situar no espaço em que está.

Alto à noite

 Não importa o horário, o gato miando alto pode significar uma questão de dor, de calor ou que a gata está no cio. O gato não separa o horário dos miados dele, então, se for um miado alto perceba que é alguma dessas situações.

Se desconfiar de dor, leve o bichinho para o veterinário, faça os exames e descubra o motivo dele estar se sentindo desse jeito.

Miado de gato

Gato miando filhote

O filhote pode miar para várias coisas. Fome, medo, estresse, ansiedade e até para pedir carinho e te dar um bom dia. Existem miados que são como uma conversa entre seres humanos. O gato quando te vê pela primeira vez no dia mia para te dar um “oi”.

Assim como, quando ele começa a miar e se esfregar é porque está carente, louco por um carinho do humano preferido dele. Cada miado é um motivo diferente e com o tempo você vai descobrir o significado de cada um.

Assustado

O gato quando está assustado é bem visível, porque, além do miado, existe toda a linguagem corporal. Os pelos sobem, ele se contrai e fica em posição de ataque e miando bastante.

Quando o gato estiver assim, não chegue perto. Espere a situação de medo passar para depois se aproximar dele. Dessa forma, ele pode atacar qualquer pessoa ou animal, se estiver com medo e assustado. Por isso, o melhor é deixar que ele se livre dessa situação sozinho.

Gato miando ao urinar

Se você percebe que o gato está miando alto e por um longo período de tempo sempre que vai urinar, é porque ele está sentindo dor. Quando isso ocorrer, leve o pet para o veterinário, faça os exames, descubra o problema e o trate.

Se tiver ainda alguma dúvida sobre como funciona o gato miando, deixe o seu comentário aqui embaixo!

Read Full Article

O gato sem pelo (também conhecido como Gato esfinge) é diferente dos outros gatos não apenas pela falta de pelos, mas também por conta do seu comportamento, que é mais parecido com o dos cachorros.

Por ser uma raça exótica, o gato sem pelo também exige cuidados especiais, desde a alimentação até os produtos usados durante o banho, por exemplo, como falaremos no artigo de hoje.

Se você está pensando em ter um animal de estimação diferente dos outros, o gato sem pelo é uma ótima opção, então, não deixe de ler o artigo de hoje para saber tudo que você precisa sobre ele.

O que é um Gato sem pelo?

O gato sem pelo, gato esfinge ou Sphynx é uma raça reconhecida apenas em 1998 pela Cat Fancier’s Association (CFA), associação responsável por reconhecer e registrar as novas raças de gatos, mesmo que a primeira ninhada tenha nascido em 1966, no Canadá.

Sphynx

O Sphynx é a primeira raça de gato sem pelo (aparente, já que alguns podem ter pelos bem curtinhos, como se a pele fosse de camurça) a ser reconhecida, e como falamos anteriormente, tem o comportamento muito parecido com o dos cachorros, por ser menos independente (e mais carente) que as outras raças de gato.

O gato sem pelo recebeu o nome de Sphynx, que significa “esfinge”, pela sua aparência, muito similar à esfinge de Gizé, do Egito.

gato sem pelo

O que o gato sem pelo come?

O gato sem pelo pode comer ração para gatos e outros alimentos destinados aos felinos, mas como o Sphynx sente mais fome que as outras raças, vai demandar uma quantidade maior de alimento.

Isso acontece porque o Sphynx precisa queimar muita caloria para manter o seu corpo aquecido, e por isso a sua alimentação deve ter mais gordura, encontrada na comida seca, úmida e semi-úmida industrial, feita especificamente para o gato sem pelo.

Cuidados especiais

A falta de pelos exige uma série de cuidados especiais com o Sphynx, especialmente com a sua pele.

Veja a seguir:

  • Limpar a pele todos os dias com lenço umedecido, para que a pele dele não engordure todas as superfícies que ele encostar;
  • Limpar os canais lacrimais com soro fisiológico constantemente;
  • Passar protetor solar na pele dele sempre que ele for sair de casa ou ficar exposto ao sol, já que a pele do gato sem pelo é muito sensível e pode queimar facilmente;
  • Os banhos devem ser semanais no verão e mensais no inverno, mas você pode dar banhos mais freqüentes se perceber um acúmulo maior de gordura na pele, que é normal dessa raça;
  • Usar o shampoo recomendado pelo veterinário (normalmente específicos para a raça, que são dermo-protetores e neutros).

Como falamos, o gato sem pelo costuma comer em mais quantidade que as outras raças de gato, mas pode comer “comida de gato” também.

Também por causa da falta de pelo, o Sphynx sente mais frio que os outros gatos, e por isso, vale a pena investir em uma cama quentinha e até mesmo roupinha para ele usar nos dias mais frios, para evitar tanto as feridas quanto que ele passe frio.

Personalidade do gato sem pelo

Já falamos que o gato sem pelo é menos independente que a maioria dos gatos, mas não é só esse traço da personalidade do Sphynx que faz dele um animal de estimação especial.

O Sphynx odeia ficar sozinho, e acompanha o dono pela casa o dia todo. Além disso, ele é muito afetuoso, inteligente e ativo. Como ele adora brincar, também é uma ótima opção de animal de estimação para crianças.

gato sem pelo

Gato sem pelo e pessoas com alergia

Já que o Sphynx é um gato sem pelo, é uma boa opção para pessoas que gostam de gato, mas tem alergia, certo? Errado!

Muitas pessoas acreditam que a alergia acontece por causa do pelo que os gatos soltam, mas a verdade é que o que causa a alergia é a saliva, urina e a descamação da pele do gato, e por isso, o gato sem pelo também pode causar alergia.

Preço

Existem muito poucos exemplares do Sphynx no mundo, porque nem sempre os gatos sem pelo conseguem reproduzir, e isso faz com que o preço desse gato seja um pouco mais alto que o preço das outras raças de gato.

Um filhote desse tipo de gato pode custar a partir de R$2500, e pode chegar a R$6 mil, se tiver pedigree.

Leia mais conteúdo no texto sobre Gatos Peludos!

Read Full Article