Skip to content

Sarna: Saiba quais são os tipos de sarna, como proteger o seu cãozinho, como não pegar e muito mais!

junho 5, 2019
sarna

A sarna é muito comum em cachorros, sendo que ela é uma doença de pele causada por ácaros que pode trazer graves feridas e desconforto ao animal. Se você também tem um pet em casa, conhecer tudo sobre a doença em cachorro é a melhor forma de prevenir e tratar, e foi para te ajudar que eu preparei esse artigo.
HPE6-A41 dumps
1Z0-066 dumps
A seguir eu irei falar sobre os tipos existentes, o que causa, como prevenir e muito mais. Continue conosco e descubra tudo a seguir!

Tipos de sarna

sarna

Muitas pessoas não sabem, mas existem vários tipos de sarna canina, e por isso conhecê-los é o primeiro passo para quem quer entender melhor essa doença.

Os principais tipos de sarna são:

  • Sarna sarcóptica

Essa doença causa uma grande irritação no pet, poderá causar bolhas, feridas, crostas e perda de pelo. Também é muito comum que os animais se cocem com frequência e até mesmo se mordam para aliviar o desconforto. Esse tipo de sarna é muito contagiosa.

  • Sarna demodécica

Ao contrário da anterior, essa sarna é genética. Os animais com essa doença acabam tendo feridas na pele e secreção com cheiro forte. Para descobrir a doença é necessário fazer alguns exames no animal. Além do mais, o recomendável é que os cães com sarna demodécica não cruzem para não passar a doença a outras gerações.

  • Sarna otodécica

Mais um tipo de sarna comum em cães é a otodécica, que atinge o ouvido dele. É comum que o cachorro tenha muita irritação e coceira no ouvido, podendo até mesmo ferir a região. Também é muito comum haver uma grande quantidade de cera no ouvido dele. Essa sarna é contagiosa.

Quais são as causas e sintomas?

cachorro se coçando

As causas da sarna em cachorro poderão variar conforme o tipo do problema que o animal possui, pois a sarna demodécica é transmitida de mãe para filho. Já a sarcóptica e otodécica são causadas por ácaros e por isso podem ser passadas através do contato com um animal infectado.

Além de saber as causas, conhecer os sintomas da doença também é fundamental, sendo que os principais são:

  • Queda de pelo
  • Vermelhidão
  • Coceira
  • Descamação
  • Feridas na pele
  • Forte odor
  • Perda de peso
  • Descamação

Ao notar esses sintomas em seu animal é fundamental procurar um veterinário.

Como tratar e prevenir a sarna em cachorro?

limpeza do cachorro

A melhor forma de tratamento a em cachorro irá variar conforme o tipo de sarna que o animal possui, podendo ser com medicações orais, medicações tópicas ou uso de produtos específicos durante o banho, por isso é fundamental que você busque por um veterinário assim que surgirem os primeiros sintomas da doença.

Para prevenir a doença é fundamental que você faça a higiene do pet completa, deixe seu cão em um local bem limpo e mantenha os brinquedos dele bem higienizados. Além do mais, você também deverá saber a frequência correta de dar banhos no seu cão e deverá evitar que ele tenha contato com outros cães que possam estar contaminados.

Sarna em cachorro tem cura?

Sim, as sarnas que são contraídas por ácaros, como a sarcóptica e a odotécica podem ser curadas, desde que você faça o tratamento correto em seu animal.

No entanto, a demodécica, que consiste em um doença genética, não tem cura, mas ao ser feito o tratamento correto seus sintomas serão aliviados e o pet poderá ter uma vida normal com ela.

Tratamento caseiro funciona?

remedio caseiro sarna

Existem alguns tratamentos caseiros que são ótimos para tratar a doença em cachorro, como usar óleos vegetais, plantas medicinais e até mesmo mudar a alimentação dele. No entanto, é importante usá-los em associação a um tratamento tradicional e sempre seguir as recomendações do veterinário para que você realmente consiga curar seu amigo peludo.

Pega em humano?

sarna humana

Somente a sarna sarcóptica pode ser passada para humanos, por isso assim que o seu animal apresentar os sintomas da doença você deve consultar um médico para saber qual tipo de sarna ele possui, pois se for a sarcóptica, os cuidados devem ser redobrados para que você não pegue a doença.

Infelizmente esse é o tipo mais comum, por isso o ideal é que você evite contato direto com o seu pet sem usar luvas assim que ele começar a apresentar os sintomas da sarna.