Skip to content

Como viajar de avião com cães e gatos? Explicamos tudo aqui!

setembro 5, 2016
como viajar de avião com cão ou gato

Têm sido muito comum donos de animais de estimação levar os bichinhos para viajar de avião, pois, a preocupação de deixa-los em casa, em hotéis ou aos cuidados de outro alguém, tem feito com que a opção de leva-los junto aumente.

Mesmo sendo uma prática muito comum, muitas pessoas ainda têm dúvidas dos procedimentos adotados para o transporte dos animais, bem como a política das companhias áreas em relação a isso. Pensando nessas pessoas, separamos algumas dúvidas frequentes e vamos esclarecê-las abaixo.

Cão e gato tem passaporte?

Segundo as regras da Agência Nacional de Aviação (ANAC), não é exigido o passaporte para animais, mas sim um documento que ateste a sanidade do animal e que pode ser solicitado às secretarias estaduais de Agricultura ou por veterinário.

Meu pet pode ir junto comigo na cabine?

Depende da companhia, pois cada uma tem seu limite, mas é possível sim, desde que ela seja avisada com antecedência. Veja os limites de algumas (o peso da caixa de transporte soma-se ao do dono na cabine): Azul: 5kg; Avianca: 8kg, LATAM: 7kg; Air France, Ibéria: 8kg e Gol: 20kg.

Caso a soma dos dois ultrapasse o limite, o animal vai viajar no porão e, a Avianca, por exemplo, não transporta animais em porão.

Importante: A caixa de transporte deve ter espaços fixos para água e ração.

Posso viajar para qualquer país?

Na verdade não! Tem muitos países que não aceitam animais, mas é bom checar as leis de cada um antes de viajar. No entanto, cartão de vacinação, chip de identificação ou um atestado de boa saúde vindo de um médico veterinário, podem ser exigidos por alguns países para liberar a entrada do pet em seu território.

É importante fazer uma breve pesquisa no país para o qual vai viajar e a companhia que vai usar para não ter surpresas na hora do embarque.

Quais os documentos necessários?

Cartão de vacinação: é necessário comprovar que o animal tomou a vacina contra a raiva;
Atestado de saúde: é preciso que um médico veterinário licenciado ateste que seu pet está com a saúde em dia;
Certificado de aclimatação: documento que ateste que seu pet pode ser exposto a temperaturas extremas, sem causar dano à sua saúde. (não é obrigatório);

Lembrando que todos esses documentos devem ser atuais, feitos com antecedência e, de preferência, com resultados recentes.

Outras dicas:

  • Evite viajar com cadelas gestantes;
  • Evite levar filhotes ou animais muito idosos;
  • Se seu pet se assusta fácil, leve seus brinquedos para acalmá-lo;
  • Deixe seu animal caminhar e respirar um pouco nas escalas.

Vale ressaltar que quase todas as companhias não transportam raças braquicefálicas devido ao focinho curto, podem ocorrer problemas respiratórios durante o voo. A LATAM é a única no Brasil que aceita todas as raças. É bom também ter todos os documentos do animal em dia, junto aos seus para que a viagem ocorra tranquila e todos aproveitem ao máximo toda a diversão.

Verifique as informações de algumas companhias aéreas abaixo:

LATAM
GOL
AZUL
COPA AIRLINES
AVIANCA
AIR FRANCE

E você? Já viajou com o seu cão ou gato? Conte pra gente nos comentários como foi e se deu tudo certo!