calopsita

Calopsita: Ela canta? Fala? Cuidados com a calopsita, preço, onde comprar e muito mais!

Os pássaros são animais de grande beleza e variedade de cantos e cores. No Brasil, existe uma diversidade enorme de espécies de pássaros e muitos deles podem ser criados facilmente em cativeiro, como é o caso da calopsita, um animal que hoje é considerado doméstico. Porém, para se garantir a saúde destes animais e também ajudar em sua qualidade de vida, é importante se entender como cada espécie funciona e quais os cuidados necessários na rotina.

Neste artigo, mostraremos algumas dicas sobre os cuidados básicos para criar as calopsitas e como manter a saúde destes pássaros de maneira adequada para que ela seja uma companheirinha para você!

Como cuidar da sua calopsita?

As calopsitas são pássaros originários da Austrália, sendo de fácil criação e podendo sobreviver por, aproximadamente, 20 anos. Elas são bastante inteligentes e podem ser facilmente treinadas para cantar e até reproduzir algumas frases.

Como é um pássaro que vive muito tempo você deve estar disposto a cuidar deste animalzinho por muitos anos, e lembrar-se que ele irá te acompanhar por uma boa parte da sua vida. Por isso é importante ter muita responsabilidade na hora de comprar ou adotar um.

Uma outra informação importante sobre esse animal é que eles costumam ser muito dependentes dos seus donos, e não gostam de ficar sozinhos. Por isso uma dica é sempre optar em ter um casal e não apenas uma calopsita.

Veja, a seguir, algumas dicas para você conseguir cuidar da sua calopsita e saiba quais são os cuidados básicos mais importantes:

Alimentação da calopsita

calopsita
Calopsita pérola

Cada espécie de pássaro precisa de um tipo de alimentação. Existem produtos específicos para as calopsitas, contendo ingredientes naturais e completos em termos de nutrientes. É importante buscar produtos que realmente tenham qualidade de matéria-prima e também que contenham quantidades corretas em termos de nutrição.

Muitos produtos são ricos em antioxidantes, em prebióticos, em nucleotídeos, entre muitas outras substâncias que ajudam não só a nutrir o pássaro como também a fortalecer o sistema imunológico das calopsitas e também ajudam no equilíbrio do metabolismo.

Evite produtos que contenham muitas substâncias artificiais, tais como os corantes e os conservantes. Além disso, evite outros tipos de alimentos além da ração. Utilize as frutas e legumes somente em alguns casos, não passando de duas vezes por semana e também sempre colocando em pequenas quantidades. É importante ter em mente que o alimento principal do seu bichinho deve ser a ração.

Sobre o preço, a alimentação da calopsita em si não sai muito cara, já que é composta basicamente de ração e por ser um animal pequeno, ela acaba não se alimentando em grandes quantidades.


📌 Você gosta de pássaros? Então veja também o nosso artigo sobre cacatua.


Frutas e verduras que a sua calopsita pode comer:

Listamos a seguir alguns exemplos de frutas e verduras que você pode oferecer para a sua calopsita:

  • Almeirão
  • Cenoura ralada ou em pequenos pedaços
  • Rúcula
  • Couve flor
  • Jiló
  • Abobrinha
  • Batata doce cozida
  • Milho cozido
  • Mamão
  • Maçã (sem semente!)
  • Melancia
  • Ovos cozidos

Mas atenção, alimentos fermentados, leite e derivados, alface, abacate,  não devem ser dados para o animal.

Tenha cuidados básicos com o ambiente:

Os locais onde os pássaros ficam e também o ambiente em que são criados é de fundamental importância para a saúde das calopsitas. A gaiola deve ter um tamanho mínimo, sendo confortável e com espaço para que possam voar, devendo também ser colocada em algum local protegido de ventos e mudanças de temperatura. Além disso, é muito comum que a calopsita fique solta nos ambientes, e por isso é um pássaro ideal para apartamento desde que você tome os devidos cuidados para ela não fugir ou se machucar.

Outra recomendação é usar poleiros com diâmetros diferentes dentro das gaiolas, para evitar um possível problema de atrofia nos pés dos pássaros. Deve-se evitar também locais com excesso de barulho ou mesmo situações que possam vir a deixar as calopsitas estressadas. É recomendado se ter sempre um casal, evitando-se a criação da calopsita sozinha.

Outra questão bastante importante é a limpeza da gaiola que deve ser feita de maneira a evitar o contato das calopsitas com os resíduos de alimentos ou com as fezes. Mantenha a bandeja do fundo sempre limpa, diariamente, assim como os bebedouros, os comedouros e os poleiros, fazendo também uma higienização com solução de cloro a cada 15 dias em todos os itens da gaiola.

Onde comprar uma calopsita?

calopsita amarela

Devido a popularidade que a calopsita foi adquirindo, hoje em dia é muito comum encontrar esse animal sendo vendido em feiras ou até mesmo no Facebook ou em sites na internet. Porém, essa não é a melhor forma de comprar este animal, já que raramente é possível conhecer as condições em que o pássaro estava sendo criado.

Por isso a nossa recomendação é que você sempre procure um criadouro sério, de forma que você possa conhecer a forma que os animais são criados e o tratamento que eles recebem.

Quanto custa em média? Qual é o preço da calopsita?

O preço da calopsita pode variar de acordo com diversos fatores que vão determinar se ela será mais cara ou mais barata. Um desses fatores é a cor, já que algumas cores são mais caras que outras. Outro fator que também influencia no preço do animal é a origem dele, qual o criadouro, os pais, etc.

Mas de forma geral, os valores de uma calopsita começam em 80 reais e podem chegar até 300, dependendo dessas variáveis que citamos.

Mas antes de comprar o pássaro você não deve considerar apenas o valor do animal, e fazer as contas também de todos os possíveis custos que você terá com ele ao longo dos anos que ele for ficar com você.

Calopsita branca ou albina

calopsita branca

calopsita branca albina

A calopsita branca apresenta essa cor graças ausência de melanina, ou seja, trata-se de um animal albino. Ela possui as penas completamente brancas e o olhos, pés e bicos podem ser rosados ou avermelhados.

Elas são muito bonitas e infelizmente são muito raras e difíceis de serem encontradas a venda.

Calopsita lutino

calopsita lutino

Você também encontra essa espécie com a cabeça mais amarelada, e o corpo mais claro, quase branco. Neste caso estamos falando da calopsita lutino.

O degradê nas penas forma uma coloração muito bonita e muito apreciada pelos admiradores desta ave. Além disso, ela possui dois círculos nas bochechas, o que a deixa ainda mais linda.


📌 Já tem uma calopsita e quer ensinar certos comandos para ela? Então veja o nosso artigo sobre como adestrar a sua calopsita.


Calopsita azul

Muitas pessoas tem dúvidas sobre a calopsita azul, e por isso buscamos informações sobre a existência de animais desta cor e não encontramos informações de que existam espécies desta cor. Porém, algumas pessoas relataram que já viram exemplares que foram criados a partir de cruzamento com outras aves para que ela chegasse na coloração azul.

De qualquer forma, se existirem, tratam-se de exemplares bastante raros.

Conclusão

As calopsitas são pássaros de beleza exuberante, sendo de fácil criação e também sendo facilmente treinadas. Para manter as calopsitas sempre com saúde e vida prolongada, basta seguir estas dicas sobre alguns cuidados básicos do dia a dia.

Continue conosco nos próximos artigos e deixe aqui seus comentários ou dúvidas. Até mais.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

2 thoughts on “Calopsita: Ela canta? Fala? Cuidados com a calopsita, preço, onde comprar e muito mais!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *